domingo, 27 de novembro de 2016

Agora que começam a dar oportunidades a negros por força de leis e pressão internacional, as oportunidades são para PRETOS MAIS CLAROS!



Parece antítese.

Pode ser!

Mas, não é
antiestético.

Estamos na época da igualdade de direitos, de oportunidades.

Época do politicamente correto, aceitável e sabem-se lá mais do que!

O mundo inteiro está vendo, o mundo inteiro palpitando!

Se não acompanhar tantas mudanças, sai mal na foto, perde lucros.  

Necessário é enquadrar-se de qualquer jeito!

Não dá mais pra protelar com dizeres tais de:

Não existir, ser bobagem, coisa de menor importância.

Deixa pra lá este tal racismo do que estão a reclamar.

Já que tem que pôr o preto, não se pode disfarçar!

Preto aqui, preto acolá!

Ambientes plenos brancos, veem a si amorenar.

Pretos claros: alguns de fundo, outros nos lados.

Disfarçados, quase imperceptíveis.

É melhor pra não chocar!

Raramente, sendo frente, principal que se destaque.
 

Transição é complicada, mas, necessário é encarar:

Lábios grossos, nariz largo, dentes claros!

Cabelos crespos. Pele BEM escura!

Ele é parte, ele é belo!

Basta vê-lo como tal.

Nada contra o preto claro que também deve participar!

Mas, o preto, preto mesmo, bem pretinho, deve ocupar o seu lugar!

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Negro Agora já Tem Voz!

Já perdeu o velho encanto
Os debates acalorados,
Brancos de peles rosadas
Doutorados, experimentados
Discutindo a exaustão
Os problemas da negrada!
Munidos de boa intenção
Faziam-se porta voz,
Aplicando a intuição!
Mas, negro agora  tem voz!
Voz bem alta, alarmada
Que reflete o pensamento
Até da própria criançada!
Fala do que lhe afeta,
Do que agrada e desagrada!
Negro agora  já tem voz
De repercussões mundiais
Pelas mídias sociais!

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

Hoje em Dia Tudo é Racismo para os Negros


 Diálogo entre branco e negro:

Branco sorrindo: “Nem vou te chamar de negão, posso ser preso, hoje em dia tudo é racismo.” (kkk)

Negro: “É verdade! Mas, pode me chamar pelo meu nome.”

Branco: “Parece que agora os pretos ficaram enjoados, tudo é racismo! Chega a dar nojo!

Negro: “É verdade, sempre deu!

Branco: "Você não acha que 'tá demais?"

Negro: "Cara! Eu sempre achei!"

Branco: “Sempre achou o quê?”

Negro: “Isso aí que você está dizendo.”

Branco: “Mas o que é que eu estou dizendo?”

Negro: “Que tudo é racismo, não é?” Pois é: Para nós, nosso lugar na sociedade, nossas oportunidades ou falta delas. A maneira como somos vistos. Como debocham de nós, desprezando até mesmo a mais básica das honrarias humanas que é ser chamado pelo nome. As brincadeiras de: “Nega Maluca nos carnavais”, etc.
Não é só agora que tudo é racismo, na verdade, o que temos hoje no Brasil, negros e brancos, foi construído sobre o racismo.
Você tem toda razão, tudo é racismo!”