segunda-feira, 30 de junho de 2014

A Copa do Mundo de 2014 e o Racismo


Olhe cuidadosamente, meticulosamente, quando estiver assistindo aos jogos da Copa do Mundo pela TV, verifique  quantos negros ou mulatos há na plateia, nas arquibancadas.

Não, não tem. Parece até não se tratar de público brasileiro! Ou ainda, parece não estar no Brasil!

Ou será outro Brasil?

Um Brasil seleto.

Pergunta-se: Mas como?

Como selecionar pessoas para a compra de ingressos para um evento de tamanha magnitude?

Na verdade; os que foram atrás dos ingressos  já eram seletos.

O que se vê na Copa do Mundo no Brasil (A COPA DAS COPAS)
é uma amostra gigantesca de tudo o que tem sido exposto através deste blog. Quer entender melhor? Leia este trabalho do início ao fim. Depois, observe os vários aspectos citados nele que são perceptíveis no ambiente da Copa do Mundo. É uma amostra muito representativa e fiel para pesquisa de campo sobre: Características socioculturais brasileiras relacionadas ao racismo.

ALGUNS PONTOS A SEREM OBSERVADOS:

·        Nos estádios praticamente não há negros.

Onde torcem os negros para o "Seu Brasil"?  Geralmente nas ruas, bares, casas, etc. (Veja o público das ruas mostrado na TV como é muito mais heterogêneo que o dos estádios.)

·        Mascotes que acompanham aos jogadores na entrada. Percebe-se que a maioria deles é formada de crianças brancas. Mesmo sendo grande número de jogadores negros, tanto brasileiros quando de outros países. Por que não há uma quantidade bem representativa de crianças negras e morenas entre as mascotes?  Mesmo que conforme dizem: tenham sido escolhidas, as crianças, por concurso. Seja lá qual tenha sido o critério para a escolha: Por que negros não estavam lá? Onde? (em que lugar?) No local da "oportunidade"!  O racismo afasta as pessoas da oportunidade, às vezes por anos, décadas, gerações. A oportunidade mora longe! Então, faz-se o concurso, de maneira “justa” democrática, lá onde está a oportunidade! A mesma coisa ocorreu com os ingressos que foram vendidos de maneira justa também. Mas, onde está a oportunidade!


Conclusão:
A situação criada em função da Copa do Mundo é uma amostra representativa, muito interessante do que É REALMENTE O BRASIL. Não do que as pessoas falam, mas do que se mostra de fato, de maneira inquestionável. É terreno fértil para pesquisas!

Boa Copa! E que vença a verdade!

Nenhum comentário:

Postar um comentário