terça-feira, 20 de agosto de 2013

"Ele é branco de alma preta"


Como pode ser preta a alma
Sem constar da fisiologia?
E se preta fosse, ainda assim,
Teria muita valia!
Petróleo é preto e amado,
Protegido e cuidado
Por ser de grande serventia
Ser ou não sê-lo o que importa?
Desculpe-me pela cacofonia
Que com sua antifonia, nos induza a  refletir
 Se vale a pena apegar-se a alguma  coisa
Que não tenha serventia!

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário