sexta-feira, 9 de agosto de 2013

Não Sou Racista, mas Não Gostaria que Meu Filho se Casasse com Negra


1.   Alguém que trabalha na Inserção Social de Minorias Raciais fez  - ao pé do ouvido - para um colega negro- esta declaração. O que é um contrassenso.
 

2.   Outra pessoa dizia que discriminação era inadmissível! Todas as pessoas são iguais. E coisas do tipo.  Mas, ao saber que um rapaz negro, seu amigo, respeitado por todos devido ao caráter; estava interessado em namorar com sua filha. Disse sem rodeios que: não aceitaria, em hipótese nenhuma, o relacionamento. E, neste caso raro, foi honesto, deixou claro ser a recusa somente devido à cor do rapaz.
Por que esse tipo de situação?

Algumas Sugestões:
         1º. Preconceito mesmo que não admitido

         2º. Aceitação  do negro limitada ou com reservas

(É difícil desmembrar totalmente este segundo ponto do primeiro. Porém, deixaremos para o primeiro ponto aqueles casos em que pessoas brancas se posicionam abertamente como "superioras" às negras. E por isso não desejam se misturar.)
Aqui, no segundo ponto, vamos tratar de situações mais sutis e complexas:
Como casos em que “brancos” têm empatia pelos negros, defendem suas causas, mas, só até ao ponto em que não haja a possibilidade de um negro entrar em sua família. 

 
 Por que essa barreira?
 Algumas sugestões simples baseadas no que se vê no dia-a-dia:   

1.   Tendo em conta, todas as desvantagens e restrições a que o negro é submetido; pode ser que a pessoa branca, nesse caso, não esteja disposta a ver um de seus descendentes exposto a tal situação. Ele sabe que para cada conquista, o negro terá que lutar bem mais que o branco. Que não importa o que ele faça ou em que posição esteja: Será sempre apontado por ser negro, antes de qualquer outra coisa.
 
 


2.   Também, há a possibilidade de: mesmo tendo alguma empatia pelo negro, defendendo sua causa, ainda assim, tenha para si padrões de beleza, “boa aparência”, etc. contaminados pelos modelos impostos pelo racismo latente na sociedade. Isso não deve causar grande surpresa porque até mesmo o negro está sujeito a “tal contaminação de percepção”.  
(Este tema continuará na próxima publicação).

Nenhum comentário:

Postar um comentário